Enivaldo dos Anjos é o novo líder do Governo na Assembleia
sexta-feira, 01 de fevereiro de 2019

Ao tomar posse para seu quinto mandato de deputado estadual, Enivaldo dos Anjos (PSD) deixa de pertencer a Mesa Diretora, onde esteve nos quatro anos, para assumir uma nova missão: ser líder do Governo no Parlamento capixaba. 

O anúncio foi feito pelo próprio governador Renato Casagrande (PSB), em seu discurso ao final da sessão solene de posse dos 30 deputados, na manhã desta sexta-feira (1), no Plenário Dirceu Cardoso.
“Eu convidei e Enivaldo aceitou ser meu líder na Assembleia”, anunciou Renato Casagrande. Enivaldo dos Anjos considera este um novo desafio, que assumirá para “garantir a governabilidade num momento crucial da política brasileira”. 

Político de fibra, com fortes raízes na região Noroeste, mas a cada dia com atuação mais abrangente, beneficiando a toda a população capixaba, Enivaldo dos Anjos é um dos 15 deputados da legislatura a se reeleger. Obteve  24.202 votos no pleito realizado em outubro de 2018, um crescimento de 29,94% em relação a 2014, quando retornou ao Parlamento com 18.625 votos, depois de aposentar-se como conselheiro do Tribunal de Contas. 

O desempenho de Enivaldo na reeleição foi considerado um fato relevante num momento em que a política nacional era marcada pela onda de renovação. Dos parlamentares mais antigos da Assembleia, Enivaldo dos Anjos foi o único a obter crescimento na votação. Dos quinze que não voltaram para nova legislatura, dois se elegeram deputados federais – Da Vitória (PDT) e Amaro Neto (PRB). 

BIOGRAFIA

Com 68 anos (completa 69 no dia 8 de maio), Enivaldo Euzébio dos Anjos vem de uma família numerosa, composta por dez filhos do oficial de Justiça Astrogildo Romão dos Anjos e da dona de casa Samina Rosa dos Anjos, dos quais já morreram Evande, o Zico, a mais velha, Edith, em 2016, e mais recentemente Edgard, o mais velho dentre os homens. Continuam sua jornada, além de Enivaldo, os irmãos Eni, a “Preta”, Erli, Erildo, Tinoco e os gêmeos Edmar, pai do vereador Mazinho dos Anjos (PSD), de Vitória, e Elisete.

Formado em Direito, Enivaldo dos Anjos já atuou como escrivão, radialista e jornalista. Foi prefeito de Barra do São Francisco (1988), secretário de Estado do Interior (1992-94) e conselheiro do Tribunal de Contas do Estado (2000 a 2010)). Já cumpriu quatro mandatos como deputado estadual (1987-88, 1995-99, 1999-2000 e 2015-2019.

Em 2000, ele foi indicado pelos seus colegas da Assembleia Legislativa para ocupar uma vaga de conselheiro do Tribunal de Contas do Espírito Santo (TCEES), do qual chegou a ser vice-presidente, e ficou no cargo até completar 60 anos, em 2010, quando se aposentou. 

Na legislatura que se encerrou, Enivaldo passou os quatro anos como membro da Mesa Diretora. No primeiro período, como 1º secretário, e no segundo como 2º secretário. Nesse período, marcou sua atuação com ações de forte impacto na estrutura da Casa e na valorização dos servidores. 

Teve ativa atuação parlamentar, presidindo duas Comissões Parlamentares de Inquérito – CPIs da Máfia do Guincho e da Sonegação de Tributos, também participando de comissões especiais, como a de Mármore e Granito. Liderou a criação e tornou-se o presidente do Fórum dos Servidores Públicos, uma referência nacional.

No mundo esportivo, Enivaldo presidiu o Santos de Barra de São Francisco, foi diretor de arbitragem da antiga Federação Desportiva Espirito-Santense (FDE), antecessora da Federação de Futebol (FES), e presidiu o Rio Branco Atlético Clube por dois mandatos, tendo ampliado o estádio Kleber Andrade. 

Mais tarde, como presidente de honra do Rio Branco(por mais de 10 anos), participou na intermediação para a estadualização do estádio, transformado na Arena que hoje já sediou jogos até da Seleção Brasileira no Espírito Santo. 

NOVA MESA

Na parte da tarde, os deputados se reuniram em sessão para eleger a nova Mesa Diretora da Casa para os próximos dois anos. O deputado Erick Musso (PRB) foi reconduzido à Presidência da Assembleia Legislativa, juntamente com o vice-presidente Marcelo Santos (PDT). O deputado Torino Marques (PSL) ficou com a 2ª vice-presidência.

Nos dois outros cargos mais cobiçados da Mesa, o deputado Luciano Machado (PV) ficou coma 1ª Secretaria, até então ocupada pela deputada Raquel Lessa (SD), e Emílio Mameri (PSDB) ficou com a 2ª Secretaria, que era ocupada pelo deputado Enivaldo dos Anjos (PSD). Raquel ficou com a 3ª secretaria e Alexandre Xambinho (Rede) com a 4ª Secretaria.

A nova Mesa foi eleita com o voto de 28 deputados. Theodorico Ferraço (DEM), que foi a Brasília participar da posse da mulher, Norma Ayub (DEM), como deputada federal, estava ausente. O deputado Sérgio Majeski (PSB) votou contra a eleição da chapa de consenso.

 

Compartilhe: