Max da Mata apresenta atestado e não comparece à CPI
quarta-feira, 06 de julho de 2016

Nesta segunda-feira, dia 4 de julho, a CPI da Máfia dos Guinchos, na Assembleia Legislativa, acabou sendo adiada, já que dos cinco convocados, apenas dois compareceram; o taxista Alex Sandro Muller Helmer e a gerente da Diretoria de Fiscalização de Táxis de Vitória, Adriana Sossai..

O vereador Max da Mata (PDT) e o ex-secretário municipal de Transportes, Trânsito e Infraestrutura Urbana, Josivaldo de Andrade, não compareceram. O primeiro apresentou atestado médico, já o segundo informou que estava internado no hospital. Também não compareceu o taxista Jorge Lima Junior.  

Em decorrência das ausências, o deputado Enivaldo dos Anjos chamou Alex Sandro ao plenário e explicou que entrevista-lo sem a companhia dos demais, prejudicaria o confronto de informações, por isso ele seria liberado. A ideia era fazer uma acareação entre Josivaldo e Adriana e entre Max e Alex. Todos serão convocados novamente para a próxima CPI, no dia 11 de julho.   

Todos os convocados foram chamados pela CPI que investiga denúncias de irregularidades na licitação de táxi de Vitória que concedeu 108 novas placas.  

 

 

Compartilhe: